Prótese removível: o que seu dentista deve saber

Antes de iniciar um tratamento o paciente deve apresentar ao seu dentista informações essenciais para a boa avaliação e escolha do melhor tratamento disponível. A comunicação insuficiente é um dos principais motivos que geram a insatisfação com os resultados obtidos em tratamentos que envolvem a prótese removível.

Sendo assim, o dentista deve ter contato com informações como:

  • Histórico das próteses utilizadas;
  • Dificuldades enfrentadas pelo paciente anteriormente no processo de adaptação de cada troca de prótese removível;
  • Problemas relacionados a oclusão e mastigação;
  • Preferências de materiais;
  • Comprimento dos dentes.

Esse conjunto de informações ajudam o dentista a ajustar as formas de tratamento disponíveis às expectativas do paciente.

A prótese removível, por exemplo, é uma opção que permite ao paciente colocar e retirar o dispositivo da boca. São formas de próteses que são apoiadas sobre a gengiva ou sobre os dentes remanescentes. É uma das formas mais antigas empregadas para substituição de elementos dentários.

Atualmente, é mais difícil encontrar clínicas e laboratórios dedicados a elementos protéticos de caráter móvel, como a prótese removível. Isso porque são elementos que geram muitas reclamações e devoluções, tornando-se em uma opção pouco rentável para esses estabelecimentos

Materiais usados na fabricação dos modelos de prótese removível

A prótese removível pode fabricada com diferentes materiais. Desse modo, é possível encontrar a prótese:

  • Esquelética: a estrutura de suporte é feita de metal e os dentes são feitos de material acrílico;
  • Acrílica: a resina acrílica é usada para simular os dentes e também para formar a estrutura que dará o devido suporte;
  • Flexível: é uma forma que permite a substituição dos ganchos metálicos por elementos com cor mais similar a da gengiva;
  • Mista: também chamada de híbrida, consiste em uma prótese acrílica na qual a parte central fora substituída por uma barra de material metálico, com intuito de reduzir o volume da prótese.

Problemas na adaptação da prótese removível

A prótese removível precisa de um tempo de adaptação que varia para cada pessoa. O desconforto ao mastigar, a presença de machucados na gengiva e outros problemas podem tornar o período de adaptação doloroso. As falhas na construção da prótese podem ser uma dos motivos para este tipo de situação, tornando o processo de adaptação mais lento. Em alguns casos, por conta das complicações atrelados a esse processo, muitos pacientes acabam desistindo do uso da prótese removível e procuram outra forma menos desgastante.


Publicações Relacionadas

Regiões onde a Consulta ideal atende prótese removível: